quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Mão na bola ou bola na mão?

Mão na bola ou bola na mão? Como poderíamos acabar de vez com essa polêmica de uma forma justa ou o mais perto disso? Exemplos como o do caso abaixo, têm sido interpretadas de formas diferentes no Campeonato Brasileiro de 2015.
Bem, eu tenho uma ideia no qual acredito que seja a melhor solução para esse caso. Vamos a solução, que de certa forma, é bem simples.

Primeiro, precisamos dizer que há duas formas de mão na bola: mão na bola de forma deliberada e a mão na bola de forma indefinível.

A mão na bola de forma indefinível, por ser uma atitude anti desportiva leve, a punição seria o cartão amarelo (por ser uma atitude anti desportiva) e tiro livre indireto, pois no julgamento do juiz, não ficou claro se o jogador queria ou não colocar na bola.

Já por outro lado, a mão na bola de forma deliberada o jogador receberia como punição o mesmo cartão amarelo e tiro livre direto, no qual se ocorresse dentro da área seria o famoso pênalti.

Essa marcação acabaria, no meu ponto de vista, o problema de interpretações de bola na mão ou mão na bola, sendo tudo falta, mudando apenas a punição de caso a caso.